Acções do Documento
14-04-2010 às 16:12

'Consultor Jurídico' recebe Simone Gomes

Programa da rádio Difusora vai tirar dúvidas dos ouvintes na próxima sexta-feira, a partir das 12h30min

Compartilhar

A advogada militante na Comarca de Jataí, especialista em Direito do Trabalho, e atual Vice-Presidente da Subseção da OAB de Jataí, Dra. Simone Oliveira Gomes, estará participando do “Quadro Consultor Jurídico” desta sexta-feira (16-04-2010), às 12h30min, para discorrer sobre: Menor Aprendiz junto ao Mercado de Trabalho. O quadro “Consultor Jurídico” é apresentado sempre às sextas-feiras a partir das 12h30min, pelo apresentador Valdson Borges, no Programa Plantão de Polícia da Rádio Difusora de Jataí – AM-680, em caráter de utilidade pública, numa parceria com a Subseção da OAB DE JATAÍ. Participe desse programa, e tire suas duvidas sobre o tema que será abordado, enviando suas perguntas através dos e-mails: valdsonborges@difusoraonline.com.br; plantaodepolicia@difusoraonline.com.br; difusoranoticia@difusoraonline.com.br podendo ainda participar do programa ao vivo, fazendo sua ligação através dos telefones: 64-3631-1245 e 64-3631-1521, ou sintonizando on line a RÁDIO DIFUSORA DE JATAÍ – AM-680 através do site: www.difusoraonline.com.br.


* - Seminário Jurídico em Jataí nesta Quarta-Feira (14-04) para debater Planejamento e Sucessão Empresarial Familiar.

 

Acontecerá em Jataí nesta quarta-feira (14-04-2010), a partir das 19h00min, seminário jurídico para debater o tema: Planejamento Patrimonial e Sucessão Empresarial Familiar. Quem estará em Jataí ministrando essa importante palestra é o Dr. Alexandre Sztajnbok Teixeira, Graduado em Direito pela Universidade Católica de Goiás, Pós-Graduação "Latu Sensu" em Direito Tributário pela Universidade Católica de Brasília e Pós-Graduação "Latu Sensu" em Direito Civil e Processual Civil pela Universidade Católica de Goiás. É Mestrando em Educação pela Universidade Católica de Goiás. Público Alvo: Advogados, estagiários, acadêmicos, empresários.

 

O seminário jurídico acontecerá no  auditório do IFEG - Instituto Federal de Goiás  - Campus de Jataí, situado á Rua Riachuelo nº. 2090 - Setor Samuel Granham. As inscrições podem ser feitas diretamente nas salas da OAB Fórum, Sede Administrativa e Sala da OAB da Justiça do Trabalho, e ainda através do portal da OAB –GO – www.oabgo.org.br ou através da ficha de inscrição que segue em anexo. As vagas são limitadas. Não tem nenhum custo aos participantes, e será fornecido certificado de participação aos interessados. Maiores informações podem ainda serem obtidas junto a Subseção da OAB de Jataí (Sede Administrativa), localizada á Rua Capitão Francisco Joaquim Vilela, nº. 1010 - Centro, Jataí/Goiás, pelos telefones: (64)-3631-7753; 3631/3932; 3631/1299; 64-3636-8432, ou através do portal da Subseção – www.oabjatai.org.br e-mails: jataí@oabgo.org.br e oabjatai@oabjatai.org.br As inscrições podem também ser feitas momentos antes no local do evento.  Segue fixa de inscrição em anexo.


* - Advogado Jataiense Antonio Soares Neto (Toniquinho JK) recebe nesta quarta-feira (14-04) homenagem no Senado Federal.

 

Nesta quarta-feira (14-04-10), o Advogado Jataiense, Antonio Soares Neto, conhecido como Toniquinho JK,  juntamente com outros personagens que fizeram parte da historia da transferência da capital Federal, foram convidados pelo Presidente do Senado Federal, Senador José Sarney para receber uma homenagem as 11h00min, no Salão Negro do Palácio do Congresso Nacional, na cerimônia de abertura da exposição Senado Federal que comemora os 50 anos de Brasília.

Em 4 de abril de 1955, o candidato Juscelino Kubitschek iniciava sua campanha à presidência da república, e escolheu a cidade de Jataí (interior de Goiás) para fazer um comício e iniciar sua campanha. O prefeito de Jataí era conhecido e a popularidade de JK era imensa, quase unanimidade. Poucas horas antes do comício, caiu um temporal com uma ventania assustadora. Transferiram o evento para um galpão e o povo quase não apareceu.


JK ficou sobre um caminhão improvisado, falou ao povo presente e depois abriu às perguntas.
Um jovem estudante, Antônio Soares Neto, o Toniquinho, perguntou: "o senhor prometeu cumprir a constituição. Nela está previsto a transferência da capital para o interior do país, o senhor vai cumprir também isso?"


Juscelino foi pego de surpresa. Demorou a responder a pergunta, mas prometeu também cumprir isso. Foi assim, conforme admitido pelo próprio JK, que nasceu a obstinação do presidente em construir a nova capital. Antonio Soares Neto, passou a ser conhecido como Toniquinho JK e até hoje é reverenciado como um personagem importantíssimo na história de Brasília, e é sempre convidado para participar de eventos que lembram a epopéia da construção da capital do Brasil.


* - Exame de Ordem 2009.3 - Segunda fase será reaplicada neste domingo.

 

A segunda fase do Exame de Ordem 2009.3 será reaplicada no próximo domingo (18), a partir das 14 horas, em Goiânia, Anápolis e Rio Verde. Em Goiás, 830 candidatos estão aptos a participar certame. O presidente da Comissão de Estágio e Exame de Ordem da OAB-GO, Júlio César do Valle Vieira Machado, está, nesta terça-feira (13), em Brasília, discutindo a aplicação da prova. O diretor-tesoureiro do Conselho Federal da OAB, Miguel Cançado, acompanha a reunião.

 

Em Goiânia, a prova será aplicada na Faculdade Alfa (Avenida Perimetral Norte, nº 4.129, Setor João Vaz); em Anápolis, na Associação Educativa Evangélica (Avenida Universitária, KM 3,5, Setor Universitário) e, em Rio Verde, na Faculdade Almeida Rodrigues (Rua Quinca Honório Leão, nº 1.030, Setor Morada do Sol). A comissão pede que o candidato chegue com uma hora de antecedência, evitando tumulto ou imprevistos. A nova data foi definida pelo Conselho Federal da OAB depois que a entidade decidiu anular, no mês de março, para todo o País, as provas da segunda fase do Exame de Ordem 2009.3, aplicadas dia 28 de fevereiro deste ano, devido à constatação de uma irregularidade com a prova prático-profissional de Direito Penal ocorrida em Osasco (SP). Clique aqui e confira o edital de horário e locais de prova. 


* - Próximo Colégio de Presidentes de Subseções será Realizado em Jataí no mês de Outubro/2010.

 

A Subseção da OAB de Jataí foi escolhida para sediar o XXIV Colégio de Presidentes de Subseções da OAB-GO, que acontecerá em Jataí no mês de Outubro, em data a ser definida nos próximos dias. A decisão foi tomada no final do XXIII Colégio de Presidentes de Subseções, realizado em Goiânia na ultima sexta-feira (09-04-10), tendo a Subseção de Jataí sido eleita em votação pela maioria absoluta dos presidentes de Subseções. Pelo regimento do Colégio de Presidentes, sempre é realizado 02 colégios por ano, um na capital e outro no interior. Disputaram juntamente com a Subseção de Jataí, as Subseções de Rio Verde, Uruaçu e São Miguel do Araguaia. O presidente da Subseção de Catalão, José Roberto Ferreira, foi escolhido pelos presidentes de Subseções para ser o orador do Colégio em nome dos demais presidentes.

A Subseção da OAB de Jataí sediou por uma única vez um colégio de Presidentes em Jataí, ocorrido no ano de 1987, quando a Subseção da OAB de Jataí era presidida pelo Dr. Ernani Zaiden França.  


* - Seminário Jurídico na Sexta-Feira (23-04-10) em Jataí para debater o tema “Tributação na Advocacia”.

 

Acontecerá em Jataí na sexta-feira (23-04-2010), a partir das 19h00min, seminário jurídico para debater o tema: Tributação na Advocacia. Quem ministrará a palestra é o Dr. Otávio Alves Forte, Advogado; Pós-Graduação - Especialização em Direito Tributário pelo IBEP/UCB; Pós-Graduação – Especialização em Direito Civil e Processual Civil pelo IEPC/FESURV; Presidente da Comissão de Direito Constitucional e Legislação da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Goiás – OAB/GO (triênio 2010/2012); Foi Presidente da Comissão da Advocacia Jovem – CAJ – da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Goiás – OAB/GO no triênio 2007/2009; Professor de Ética Profissional e Processo Civil do Centro Universitário de Goiás - Uni-Anhangüera; Professor de Deontologia Jurídica na Pontifícia Universidade Católica de Goiás – PUC/GO; Professor do Axioma Jurídico no Curso Preparatório para o Exame de Ordem, matéria: Estatuto da Advocacia e OAB e Código de Ética; Professor da Escola Superior da Advocacia de Goiás – ESA/GO, autor de diversos artigos para jornais e revistas especializadas, é atual Conselheiro Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Goiás – OAB/GO, para o triênio 2010/2012. Público Alvo: Advogados, estagiários, acadêmicos, e demais operadores do direito. O seminário jurídico acontecerá no  auditório do IFEG - Instituto Federal de Goiás - Campus de Jataí, situado á Rua Riachuelo nº. 2090 - Setor Samuel Granham.

 

As inscrições podem ser feitas diretamente nas salas da OAB Fórum, Sede Administrativa e Sala da OAB da Justiça do Trabalho, e ainda através do portal da OAB –GO – www.oabgo.org.br ou através da ficha de inscrição que segue em anexo. As vagas são limitadas. Não tem nenhum custo aos participantes, e será fornecido certificado de participação aos interessados. Maiores informações podem ainda serem obtidas junto a Subseção da OAB de Jataí (Sede Administrativa), localizada á Rua Capitão Francisco Joaquim Vilela, nº. 1010 - Centro, Jataí/Goiás, pelos telefones: (64)-3631-7753; 3631/3932; 3631/1299; 64-3636-8432, ou através do portal da Subseção – www.oabjatai.org.br e-mails: jataí@oabgo.org.br e oabjatai@oabjatai.org.br As inscrições podem também ser feitas no local do evento, momentos antes do inicio da palestra. Segue fixa de inscrição em anexo.

 

Confirmaram ainda presenças nesse evento, o atual Presidente da Comissão da Advocacia Jovem da OAB-GO, Dr. Enil Henrique de Souza Neto, e o Conselheiro Estadual da OAB-GO pela cidade de Morrinhos, o advogado Dr. José Divino Morais, além dos Conselheiros Estaduais da OAB-GO, por Jataí, Drs. Francisco Barbosa Garcia e Ayres Furquim Cabral Júnior


* - Ex-diretor da OAB-GO passa a integrar comissão nacional.

 

O ex-secretário-geral da OAB-GO, Celso Gonçalves Benjamin, passa a integrar a Comissão Nacional de Sociedade de Advogados, por designação do presidente da OAB Nacional, Ophir Cavalcante Júnior. Portaria neste sentido foi publicada no dia 19 de março de 2010. No triênio 2007/2009, o advogado foi diretor do Conselho Seccional e, no triênio 2004/2006, comandou a Comissão de Direitos e Prerrogativas da OAB-GO.


* - Comissão da Advocacia Jovem de Jataí define programação de datas de palestras do Programa OAB Vai a Escola a serem  ministradas no decorrer do ano de 2010 pelos advogados junto a Rede Municipal de Ensino de Jataí.

 

Em reunião da Comissão da Advocacia Jovem da Subseção da OAB de Jataí, ocorrida na última semana, ficou definida a programação de palestras que os advogados irão ministrar para os alunos da rede Municipal de Ensino em Jataí durante todo o decorrer do ano de 2010 no Programa OAB Vai à Escola.  Palestras no ano de 2010: Colégio Diogo Lemes de Lima - 20/04 - terça – feira; Colégio Flávio Vilela - 05/05 - quarta-feira; Colégio Irmã Sheila - 19/05 - quarta-feira; Colégio Isaias Soares - 02/06 - quarta-feira; Colégio Pedacinho do Céu - 16/06 - quarta-feira; CAIC - 04/08 - quarta-feira; Colégio Professor Luziano - 18/08 - quarta-feira; Colégio Professora Isabel Franco - 01/09 - quarta-feira; Colégio Professora Tereza Franco - 15/09 - quarta-feira; Colégio Sebastião Herculano - 29/09 - quarta-feira; Colégio Ubaldina Ribeiro - 13/10 - quarta-feira; Instituto São José - 27/10 - quarta-feira; Cmei Abelhinha - 10/11 - quarta-feira; Cmei Criança Feliz - 24/11 - quarta-feira; Cmei Favo de Mel - 08/12 quarta-feira. No final do ano de 2012 será feita pela Comissão nova programação de datas para atingir no ano de 2011 as seguintes instituições de ensino: Cmei Recanto Feliz; Cmei Reino Encantado, além das Escolas Rurais do Município de Jataí: Boa vista; Clobertino Naves; Romualda de Barros; Campos Elíseos; Maria Zaiden; Nilo Lottici; Professor Chiquinho e Rio Paraíso III. Só neste ano o programa já atendeu mais de 1.500 alunos. A comissão da Advocacia Jovem da OAB de Jataí é composta, pelos advogados: Silmar Lima Carvalho (Presidente); Welsia da Silva Teixeira (Vice-Presidente); Cássia Carvalho Costa (Secretária Geral); Aline Silva Dias Darada (Secretária Geral Adjunta) Jaqueline Silva Dias (Diretora Tesoureira). Plautus César Cícero de Queiroz ( Presidente da Subcomissão de Visitas Institucionais), Estagiário do Cesut Ricardo de Assis Moraes (Presidente da Subcomissão da Advocacia Jovem no âmbito da Subseção da OAB de Jataí), e demais membros: os advogados Drs. Rafael Moncorvo, e Rovander Alves de Oliveira, e estagiários do Cesut: Anyelle Sousa Prado, Wilker Salazar de Assupção, e estagiário e Bacharel em Direito, Reinaldo Fernandes de Moraes.


* - OAB-Jataí - Disk Prerrogativas: 64-9971-0304.

 

A subseção da OAB de Jataí, através da Comissão de Direitos e Prerrogativas comunica aos advogados e estagiários, que esta a disposição de todos os interessados o Disk-Prerrogativas da Subseção – Telefone Celular número: 64-9971-0304, para que todos os interessados possam fazer o encaminhamento de denuncias de violações a direitos e prerrogativas da advocacia. Esse telefone celular estará diariamente durante todo o expediente forense em poder de um dos membros da Comissão de Direitos e Prerrogativas da OAB de Jataí. Os membros integrantes da Comissão de Direitos e Prerrogativas da Subseção da OAB de Jataí, são os Advogados: Jaques Barbosa da Silva Júnior (Presidente); Andréa de Barros Godoy Garcia Franco (Vice-Presidenta); Luis Renato Garcia de Carvalho (Secretário Geral), Francisco Costa (Diretor Tesoureiro), além do Dr. Antônio Carlos da Silva Barbosa, representante de Jataí na Comissão Estadual de Direitos e Prerrogativas da OAB-GO. Nas cidades de Caçu e Itarumã, a comissão de direitos e prerrogativas também possui representante, sendo os advogados: Silvio Pereira de Freitas Sérgio de Freitas Morais, respectivamente. Além do DISK-PRERROGATIVAS da Subseção, a OAB-GO dispõe de um telefone celular para servir os advogados goianos, através do número 62-9976-9900, que funciona em plantão permanentemente em regime de escala durante 24 horas por dia, entre os integrantes da Comissão de Direitos e Prerrogativas da OAB-GO. Maiores informações podem ser obtidas junto aos advogados: Dr. Jaques Barbosa da Silva Júnior (Fones: 64-3632-1288 e 64-9653-3329), e Dr. Antônio Carlos da Silva Barbosa (64-3636-6512 e 64-8401-6812), ou na OAB-GO, através do Disk Prerrogativas 62-9976-9900.


* - Comissão de Direitos Humanos vai inspecionar unidade prisional de Jataí no próximo dia 30 de Abril.

 

Membros da Comissão de Direitos Humanos, Acesso à Justiça e Direitos Sociais estarão na Subseção da OAB-GO de Jataí no próximo dia 30, conforme noticiou o  presidente da Comissão de Direitos Humanos da Seccional Goiana, Alexandre Prudente, durante a realização do XXIII Colégio de Presidentes de Subseções da OAB-GO, realizado em Goiânia(GO) entre os dias (9 e 10). O objetivo da visita é verificar as condições do presídio e conferir se há desrespeito aos direitos fundamentais dos detentos. A inspeção atende um pedido feito pelo Presidente da Subseção de Jataí, Dr. Mário Ibrahim do Prado, juntamente com o Presidente da Comissão de Direitos Humanos da Subseção Dr. Moacir Silva Papacosta e do integrante da Comissão na Seccional Goiana, o advogado Dr. Ediglan da Silva Maia. 


* - Bacenjud torna mais ágil a execução de ordens judiciais.

 

Agilidade e efetividade ao cumprimento de ordens judiciais é o resultado que o Judiciário brasileiro vem alcançando nos últimos cinco anos ao adotar a internet como aliada nos processos de execução. Por meio do Bacenjud, sistema eletrônico que permite a juízes bloquear valores de contas bancárias para garantir o pagamento de dívidas judiciais, os tribunais do país realizaram, só no ano de 2009, 4,1 milhões de ações, entre ordens de bloqueio, desbloqueio, transferência de valores bloqueados e solicitação de informações sobre o réu. Tudo pela rede.

 

O número representa 98,3% do total de ordens. No ano, apenas 1,7% das decisões foram encaminhadas em papel.  O Bacenjud facilita a comunicação entre o Judiciário e as instituições financeiras. A utilização do sistema não só reduz - ano a ano - o uso do papel como gera economia de tempo e dá mais rapidez à ação jurisdicional. Ao mesmo tempo em que decide pela penhora on-line, por exemplo, o próprio juiz pode emitir, via internet, essa ordem ao sistema financeiro, que o atenderá com prontidão.

 

Além disso, o Judiciário pode acompanhar e visualizar todo o processo. "Antes do Bacenjud, para que um juiz pudesse bloquear valores em conta de devedores, tinha que encaminhar ofícios em papel para as 150 instituições financeiras existentes, o que gerava dificuldade na efetividade na ação. Agora, com o sistema eletrônico, a ordem judicial, que antes demorava dias, chega ao mesmo instante à instituição que autoriza o bloqueio antes mesmo da abertura da agência bancária, sem intervenção manual", explica o juiz Rubens Curado, secretário geral do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Desde 2005, quando começou a funcionar a versão 2.0 do Bacenjud, até dezembro de 2009, o Judiciário, em todas as suas esferas, registrou quase 12 milhões de ordens judiciais expedidas e concluídas por meio do sistema, superando, em valor, mais de R$ 50 bilhões. "Isso na verdade é uma grande revolução no Judiciário no que diz respeito à efetividade das decisões judiciais", afirma o juiz Rubens Curado. "O que percebemos hoje é que o Judiciário é muito mais respeitado e goza de maior credibilidade perante a sociedade exatamente por causa de sistemas como o Bacenjud que demonstram ao devedor que a decisão judicial precisa e será cumprida e que não há espaço, nem na legislação, nem em mecanismos, de burla ou de protelação da decisão judicial".

 

A Justiça do Trabalho, que possui 24 regionais, foi a que mais aproveitou as vantagens do Bacenjud, com aproximadamente 6 milhões de ordens contabilizadas. Em seguida vem a Justiça Estadual, com 5 milhões de ordens. A Justiça Federal fica em terceiro, com quase 600 mil decisões. Por último estão os tribunais superiores, que recorreram à ferramenta 13 vezes no período de quatro anos.

O juiz Rubens Curado explica que a baixa utilização do Bacenjud pelos tribunais superiores deve-se ao fato de que a execução das decisões é feita pelo 1º grau de jurisdição, mas reconhece que a utilização do sistema pela Justiça Federal ainda está abaixo do esperado. "Entendemos que o Bacenjud pode ser muito mais utilizado pela Justiça Federal, sobretudo nas execuções fiscais, cujo volume ainda é alto no Brasil". Além de bloquear valores de contas bancárias, o Bacenjud serve também para o juiz requisitar informações como o endereço atualizado do réu, o saldo e os extratos bancários, importantes à solução do processo judicial.

 

Operado pelo Banco Central do Brasil (BC), o Bacenjud tem seu uso incentivado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que em decisão de plenário determinou como medida administrativa que todos os magistrados do Brasil fossem cadastrados no sistema como forma de incentivar sua utilização e reconhecer a importância da ferramenta para a efetivação do Poder Judiciário, além de garantir o cumprimento da Meta 8 do Planejamento Estratégico do Poder Judiciário de 2009. Essa meta propõe cadastrar todos os magistrados como usuários dos sistemas eletrônicos de acesso a informações sobre pessoas e bens e de comunicação de ordens judiciais. 

 

O Bacenjud é mantido pelo Banco Central do Brasil e funciona desde 2001. Em 2005 ganhou a versão 2.0, que aprimorou a comunicação entre o Judiciário e as instituições financeiras, garantindo mais agilidade, economia, segurança e controle ao processamento das ordens judiciais. No final do ano passado, o CNJ e o Banco Central assinaram termo de cooperação técnica para que o Conselho, além de incentivar sua utilização, auxilie no aperfeiçoamento do sistema. O Bacenjud pode ser utilizado por todos os juízes cadastrados. De posse de uma senha, os magistrados acessam o sistema pelo endereço eletrônico www.bcb.gov.br. Eles preenchem formulário pedindo informações necessárias ao processo e, partir daí, a ordem judicial é passada eletronicamente aos bancos que têm como clientes o devedor. Mais informações podem ser obtidas pelo email bacenjud-ccs@bcb.gov.br Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo, ou bacenjud2@bcb.gob.br Este endereço de e-mail está protegido contra spambots.


* - ESA-GO quer ampliar serviços aos inscritos.

 

A Escola Superior de Advocacia de Goiás (ESA-GO) está trabalhando para ampliar o número de serviços levados aos inscritos. A garantia foi dada pelo diretor-geral Alexandre Iunes que participou, na ultima sexta-feira (09-04), da programação do XXIII Colégio Estadual de Presidentes de Subseções realizado em Goiânia. Entre os novos projetos que estão sendo implementados estão à veiculação de cursos telepresenciais em todas as subseções, em convênio com a Associação dos Advogados de São Paulo (AASP); o fortalecimento dos meios de comunicação com a comunidade jurídica, estreitando o contato com as faculdades de direito; e a nomeação de delegados da ESA nas subseções. "O convênio firmado com a AASP é de suma importância porque a Associação congrega grandes nomes do Direito no Brasil e envolve uma alta tecnologia", destacou o presidente da OAB-GO, Henrique Tibúrcio, ao tratar sobre a iniciativa da ESA-GO de firmar parceria com a instituição de São Paulo. "É uma grande oportunidade de levarmos palestras com grandes nomes do Direito às subseções."

 

A ESA-GO está presente em redes sociais como o Orkut (a comunidade é "Escola Superior de Advocacia de Goiás") e o Twitter (www.twitter.com/ESAGOIAS). O objetivo é ficar cada vez mais próxima dos advogados e estagiários. A ESA também tem como foco a maior descentralização dos eventos e, para isso, é imprescindível a participação do presidente da subseção. "O representante da subseção entra em contato com a ESA e expõe a necessidade de realizar determinado curso na região", explica Alexandre Iunes.

Atualmente o advogado que milita no interior tem acesso aos mesmos serviços da Escola que o profissional que milita em Goiânia. "É por isto que é importante a criação da figura dos delegados da ESA nas subseções, que ficarão responsáveis por dar suporte e ajudar a organizar a logística para a realização dos cursos."  Nos primeiros meses deste ano, por meio da Escola, foram realizadas treze palestras na capital e quatro no interior. Já estão programados outros sete eventos a partir de maio, e mais quinze estão agendados no interior, definiu o Diretor da Escola Superior de Advocacia, Dr. Alexandre Iunes. Foi firmado ainda um convênio/parceria entre Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Goiás com a empresa ATAME PÓS GRADUAÇÃO LTDA - Unidade de Goiânia – GO, no sentido de trazer palestrantes de renome nacional do corpo docente da ATAME para ministrar palestras nas Subseções e na Escola Superior de Advocacia em Goiânia no decorrer do ano de 2010, mediante a disponibilidade de agenda dos palestrantes. A ATAME como parte dessa parceria para o ano de 2010, vai sortear bolsas de 50% para os cursos de Pós-Graduação disponíveis. Os sorteios deverão ocorrer no decorrer das visitas e palestras que serão ministradas nas Subseções. A subseção de Jataí já está agendando palestras com renomados juristas do corpo docente da Atame dentre outras que serão anunciadas em breve. O Advogado Jataiense, Dr. Werley Carlos de Souza, foi nomeado como representante de Jataí junto a Escola Superior de Advocacia, e tomará posse na próxima sessão do Conselho Seccional da OAB-GO.


* - TJ lança Programa Atualizar para modernizar atendimento.

 O presidente do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO), desembargador Paulo Teles e o corregedor geral da Justiça, desembargador Felipe Batista Cordeiro lançaram na tarde desta terça-feira (13), em solenidade realizada no auditório do TJGO, o Programa Atualizar, idealizado e a ser executado e coordenado pela Corregedoria Geral da Justiça de Goiás (CGJ-GO). Participaram do evento o coordenador-geral do Atualizar, 2º juiz-corregedor Carlos Magno Rocha da Silva; a juíza - auxiliar da Presidência do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Maria Conceição da Silva Santos; diretor do Foro de Goiânia, Carlos Elias da Silva; entre outras autoridades, além de desembargadores, juízes e servidores do Poder Judiciário de todo o Estado, diretores de área do TJGO e representantes da sociedade.

 

Ao fazer a abertura da solenidade, Felipe Batista Cordeiro explicou de que forma foi concebido o Atualizar. Segundo relatou, no início de 2009 a CGJ-GO elaborou um projeto que tinha por objetivo o aperfeiçoamento da apropriação de informações estatísticas e do fluxo do trabalho das escrivanias. A idéia era fazer o levantamento do acervo de processos a fim de confrontar o montante encontrado com os dados do Sistema de Primeiro Grau (SPG), atualizar procedimentos das escrivanias introduzindo novas rotinas de trabalho, capacitar servidores para tanto, fazer inspeção da regularidade dos procedimentos e disponibilizar, aos magistrados, apoio da equipe de servidores de atividade específica da CGJ-GO.

 

Ainda segundo o corregedor geral da Justiça, o projeto piloto foi implantado em Senador Canedo entre 25 de maio e 30 de junho, época em que a equipe da CGJ, ao tomar conhecimento do Programa Integrar, do CNJ – similar ao do Atualizar – resolveu unir os dois, o que foi então acordado por meio de pacto de multiplicação feito com o CNJ pelo TJGO. “Justificou-se, pois, associar os dois programas em busca de sinergia para a maximização dos efeitos pretendidos”, explicou, sintetizando que o espírito do Atualizar é o de modernizar a estrutura de trabalho das unidades judiciárias, estabelecendo novos paradigmas gerenciais, tornando-as mais eficientes e, conseqüentemente, imprimindo agilidade à prestação jurisdicional.

 

Fases do Atualizar.

Em seguida, Carlos Magno passou a fazer uma breve exposição técnica sobre o programa, explicando que ele é composto de quatro fases, que deverão ser cumpridas em nove meses. “A primeira, que é a de capacitação, ou seja, de introdução da nova metodologia de trabalho, já começou em Aparecida de Goiânia e Jataí, e ocorrerá quase que simultaneamente em todo o Estado”, comentou, para na seqüência informar que a segunda fase do programa consiste na mudança do ambiente, uma vez que é um momento de ruptura de paradigmas. “É aquela hora em que escrivãos, escreventes, respondentes, juízes e até estagiários vão ter de abandonar velhas rotinas e adotar novas, que se revelaram mais eficientes”, observou. Nesta fase é feito o inventário de todos os processos em tramitação na escrivania, redução do acervo, separação e identificação de processos e execução de tarefas pendentes.

 

“O projeto piloto bem como os trabalhos realizados no Entorno do Distrito Federal e, agora, em Aparecida de Goiânia e Jataí demonstram que um número maior de servidores não significa necessariamente maior produtividade. Isso quer dizer que o que tem de mudar é o método, a prática, e é isso que o Atualizar faz”, salientou Carlos Magno. Sobre a terceira fase do programa, o juiz-corregedor explicou que consiste na organização das escrivanias e padronização de procedimentos. Segundo ele, com o novo conceito e reorganização física, a localização de um processo, que antes demorava em média sete minutos, é realizada em 25 segundos. “Tudo flui mais rapidamente e, é claro, isso significará que os processos chegarão logo ao juiz para decisão, que é o que, afinal de contas, a sociedade espera do Poder Judiciário: eficiência e celeridade”, afirmou. A quarta e última fase do programa compreende a supervisão e acompanhamento das atividades, a fim de que as alterações implementadas sejam mantidas, solidificadas.

 

Em breve explanação, Maria Conceição, representando o ministro Gilmar Mendes, parabenizou o Poder Judiciário goiano que, segundo relatou, sempre se demonstrou receptivo às recomendações e iniciativas do CNJ, muitas vezes superando as expectativas. “Tenho certeza de que as metas a que vocês se propuseram cumprir serão alcançadas em sua totalidade, porque o TJGO e a CGJ-GO já demonstraram paixão e dedicação a tudo o que fazem. Isso ficou claro por ocasião dos esforços envidados no cumprimento da Meta 2 do CNJ e agora, com o lançamento do Atualizar de forma tão entusiasmada”.

 

Trabalho racionalizado 

Em seu discurso Paulo Teles disse que o Programa Atualizar é simples e, justamente por isso, eficaz. “Tudo o que não é simples significa burocratização, e isso reduz o ritmo de trabalho e produção”, sintetizou. A seu ver, o programa “traz consigo a marca de métodos, especializações e tecnologia, pois permite mesurar o estoque de processos com o olhar”. Para o presidente do TJGO, tal fato se deve às alterações que o programa impõe, tornando o trabalho racionalizado.

Ainda para o desembargador, o projeto é ambicioso, a seu ver até mais do que a Meta 2, mas vai mais uma vez mostrar ao País o alto nível de qualificação e comprometimento dos magistrados e servidores goianos. “Fica aqui meu agradecimento pelo empenho de todos. O trabalho que vocês, coordenadores de região, gestores e multiplicadores do Atualizar estão fazendo hoje é o que vai definir a imagem do Poder Judiciário para as futuras gerações, portanto, façam-no com carinho. Nossa gratidão será eterna”, finalizou. Fonte: matéria publicada no site do TJ-GO em 13-04-2010 – Link: http://www.tjgo.jus.br/bw/?p=31178  


* - Novas Varas do Trabalho do interior iniciam processo totalmente virtual.

 

As Varas de Trabalho de Porangatu, São Luís, Goiás, Catalão, e a 2ª, 3ª e 4ª VTs de Anápolis vão aderir ao processo digital no dia 2 de maio. A partir desta data, as ações protocoladas nessas unidades serão totalmente virtuais, o que permitirá ampla publicidade de todos os atos processuais praticados pelas VTs, na rede mundial de internet. O TRT de Goiás desenvolveu um programa próprio que já está sendo utilizado, com sucesso, pelas Varas do Trabalho de Posse, Iporá e 1ª VT de Anápolis desde agosto de 2009.

 

Cooperação técnica

 

Segundo explicou o diretor de Tecnologia da Informação, Humberto Magalhães Ayres, a expectativa é de que até o fim do ano todas as 36 Varas do Trabalho da 18ª Região adotem o processo eletrônico de acordo com a ordem de implantação estabelecida pela Comissão Multidisciplinar de Tecnologia da Informação e Comunicação (Comtic). A comissão tem como integrantes os desembargadores Breno Medeiros e Paulo Pimenta, os juízes Renato Hiendlmayer, César Silveira, Israel Brasil Adourian, Kleber Waki e Platon Neto, e os diretores Marcelo Marques, M arcos Antunes, José Everson, Absayr Souza e o assessor da presidência Fernando Tormin.

 

No final de março, os presidentes do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) ministro Milton de Moura França e Gilmar Mendes, respectivamente, assinaram um termo de cooperação técnica visando à implantação do processo eletrônico em todas as instâncias da Justiça do Trabalho. De acordo com documento, o CSJT desenvolverá, a partir do sistema implantado pela Justiça Federal, o Processo Judicial Eletrônico (PJE) adapatado ao processo trabalhista. Os Tribunais Regionais do Trabalho, inclusive o de Goiás, formalizaram adesão ao novo projeto, denominado Creta II/PJE. Mas enquanto esse sistema não ficar pronto, as varas do trabalho da 18ª Região continuarão a utilizar o modelo já em funcionamento. Fonte: matéria publicada no portal do TRT 18ª Região em 13-04-2010 – Link: http://www1.trt18.jus.br/ascom_news/pdf/4135.pdf  


* - TRT empossa três juízes removidos de outros regionais.

 

Em solenidade ocorrida na terça-feira, 13/04, no Gabinete da Presidência, tomaram posse no cargo de juízes substitutos da 18ª Região Sara Lúcia Davi Sousa, Kleber Moreira da Silva e Marcelo Alves Gomes. Durante o ato, o juiz Marcelo Gomes falou em nome dos empossandos.

 

Ao discursar, ele lembrou que ingressou na magistratura em concurso realizado pela 18ª Região. Posteriormente, pediu remoção para a 15ª e agora retorna ao TRT de Goiás. O magistrado cumprimentou o desembargador Gentil e agradeceu a todos os colegas juízes e servidores presentes.

 

Marcelo Gomes ressaltou frase citada pela desembargadora Kathia Albuquerque durante a sua prova oral para o cargo de juiz: “Tenha orgulho de fazer parte desse Tribunal”. Da mesma forma, continuou Marcelo, “é o que eu digo a vocês hoje. Por onde passei, esse Tribunal é reconhecido pela celeridade e qualidade. A demanda cresce, vamos ter muito trabalho. Porém, a 18ª Região disponibiliza inúmeras ferramentas que certamente nos auxiliarão”.

 

Em seguida, o juiz Helvan Prego, presidente da Amatra, tomou a palavra para dar as boas-vindas aos novos juízes. “Confirmo a excelência desse Tribunal, do qual tenho orgulho de pertencer”. Foram então entregues as carteiras funcionais: o desembargador Aldon Taglialegna entregou o documento para a juíza Sara Lúcia, o desembargador Paulo Pimenta, para o juiz Kléber, e a juíza

Silene Coelho fez a entrega ao juiz Marcelo.

 

Nova diretoria do Foro Trabalhista de Goiânia

 

Na ocasião, foi também realizada a cerimônia de posse da juíza Silene Coelho, titular da 5ª Vara do Trabalho de Goiânia, no cargo de diretora do Foro Trabalhista da capital, e da juíza Antônia Helena, titular da 7ª VT, no de diretora-adjunta. O desembargador Mário Bottazzo, vice-presidente do Tribunal, parabenizou os novos juízes substitutos. “Vocês fizeram uma excelente escolha”, ressaltou. “Aqui na 18ª Região encontrei um solo em que pude crescer. Aqui não haverá pouco trabalho, mas existe respeito, um bom clima de apoio, solidariedade. Nosso  Tribunal tem prazos médios excelentes”. Bottazzo chamou a atenção dos empossados para os eventos realizados pela Escola Judicial, momento em que convidou os juízes para a palestra sobre o desafio de julgar e administrar, que ocorrerá na sexta-feira, 16/04.

 

Na mesma solenidade, o presidente Gentil Pio delegou ao desembargador Paulo Pimenta, por meio de portaria, a atribuição de gestor das Metas do CNJ 2010 na 18ª Região, e designou o servidor José Everson para assessor do gestor. Estiveram presentes, além dos desembargadores citados, os juízes Platon Neto e Luciano Crispim, diretores e servidores, além de familiares dos empossandos. Fonte: matéria publicada no portal do TRT 18ª Região em 13-04-2010 – Link: http://www1.trt18.jus.br/ascom_news/pdf/4134.pdf 


* - FGTS pode ser penhorado para quitar débitos de pensão alimentícia.

 

O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) pode ser penhorado para quitar parcelas de pensões alimentícias atrasadas. Esse foi o entendimento unânime da Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), em processo relatado pelo ministro Massami Uyeda.


Após uma ação de investigação de paternidade, a mãe de um menor entrou com ação para receber as pensões entre a data da investigação e o início dos pagamentos.

 

Após a penhora dos bens do pai, constatou-se que esses não seriam o bastante para quitar o débito. A mãe pediu então a penhora do valor remanescente da conta do FGTS. O pedido foi negado em primeira instância e a mãe recorreu. O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS) acabou por confirmar a sentença, afirmando que as hipóteses para levantar o FGTS listadas no artigo 20 da Lei n. 8036, de 1990, seriam taxativas e não prevêem o pagamento de pensão alimentícia. No recurso ao STJ, a defesa alegou que as hipóteses do artigo 20 seriam exemplificativas e não taxativas. Apontou-se, também, a grande relevância do pagamento da verba alimentar e dissídio jurisprudencial (julgados com diferentes conclusões sobre o mesmo tema).


No seu voto, o relator, ministro Massami Uyeda, considerou que o objetivo do FGTS é proteger o trabalhador de demissão sem justa causa e também na aposentadoria. Também prevê a proteção dos dependentes do trabalhador. Para o ministro, seria claro que as situações elencadas na Lei n. 8.036 têm caráter exemplificativo e não esgotariam as hipóteses para o levantamento do Fundo, pois não seria possível para a lei prever todas as necessidades e urgências do trabalhador.

O ministro também considerou que o pagamento da pensão alimentar estaria de acordo com o princípio da Dignidade da Pessoa Humana. “A prestação dos alimentos, por envolver a própria subsistência dos dependentes do trabalhador, deve ser necessariamente atendida, mesmo que, para tanto, penhore-se o FGTS”, concluiu o ministro.  REsp 1083061. Fonte: STJ – Superior Tribunal de Justiça. 


* - OAB contesta dispensa de advogado para recurso em mandado de segurança.

 

O ministro Ricardo Lewandowski é o relator da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4403, ajuizada pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil para contestar dispositivos da Lei 12.016/2009, que disciplina o mandado de segurança individual e coletivo.


Sustenta na ação que o artigo 14, parágrafo 2º da lei permite que a pessoa física, sozinha, sem formação jurídica e inscrição nos quadros da OAB interponha recurso contra decisão proferida em mandado de segurança, “em manifesta ofensa à indispensabilidade do advogado na administração da justiça", prevista no artigo 133 da Constituição Federal.


A entidade pede a concessão da ordem para suspender o dispositivo questionado ou “que ao menos seja conferida interpretação conforme a Constituição de modo que seja assentado que a regra do parágrafo 2º do art.14 da Lei 12.016/2009 não tornou o advogado dispensável à administração da justiça, descabendo a interposição de recurso sem a subscrição de profissional a advocacia”.

Embora a ação tenha sido distribuída ao ministro Ricardo Lewandowski, a OAB defende que a ação seja analisada pelo ministro Marco Aurélio, por prevenção, porque ele é o relator da ADI 4296. Argumenta que “diversos dispositivos da Lei 12.016/2009 foram impugnados no âmbito da ADI 4296, restando conexa com a impugnação ora formulada”. Fonte: STF – Supremo Tribunal Federal.


* - Advogado não pode ser obrigado a assumir condição de depositário de bem penhorado.

 

É legítima a recusa do advogado da parte quanto ao aceite do encargo de depositário do bem penhorado, considerando-se que o procurador sequer é parte na execução.


Decisão liminar de relevo para a Advocacia foi proferida pelo desembargador do Trabalho Cláudio Antônio Cassou Barbosa, nos autos de mandado de segurança impetrado pelo advogado Pio Cervo, em face de imposição, a si, da assunção do encargo de fiel depositário de bem penhorado de sua cliente Vogg S.A. Indústria Metalúrgica.


"A ilegalidade da decisão impetrada reside em estender ao procurador da parte um compromisso que, em tal condição, não lhe pertence, face à ausência de previsão legal. Pode o advogado, sim, ser intimado da penhora em nome do executado, mas este - o executado - é que será nomeado como depositário judicial". concluiu o desembargador Cassou Barbosa. A origem do mandado de segurança é a execução que tramita na 1ª Vara do Trabalho de Canoas (RS), em que houve negativa da representante da empresa executada em assumir depósito fiel de imóvel constrito naquele processo. Diante do fato, a juíza do Trabalho de primeiro grau nomeou como depositários "um dos procuradores da reclamada".

 

Os advogados da reclamada, porém, não aceitaram assumir a obrigação, na forma da súmula nº 319 do STJ, mas o Juízo "a quo" desacolheu a pretensão dos profissionais e encarregou o impetrante de atuar como fiel depositário do bem da sua constituinte. Para o relator, é legítima a recusa do advogado da parte quanto ao aceite do encargo de depositário do bem penhorado, considerando-se que o procurador sequer é parte na execução.

 

"A ilegalidade da decisão impetrada reside em estender ao procurador da parte um compromisso que, em tal condição, não lhe pertence, face à ausência de previsão legal. Pode o advogado, sim, ser intimado da penhora em nome do executado mas este - o executado - é que será nomeado como depositário judicial". concluiu o relator. Assim, foi deferida a medida liminar para que a nomeação do impetrante seja suspensa. Defende o impetrante o advogado Vinicius Nadler Cervo. Proc. nº 0010858-11.2010.5.04.0000. Fonte: Matéria veiculada no Site Espaço Vital em 13-04-2010 – Link: http://www.espacovital.com.br/noticia_ler.php?id=18101  


* - Novo Código de Ética Médica entra em vigor hoje.

 

A partir de hoje (13), entra em vigor o sexto Código de Ética Médica reconhecido no Brasil.  Revisado após mais 20 anos de vigência do código anterior, ele traz novidades como a previsão de cuidados paliativos, o reforço à autonomia do paciente e regras para reprodução assistida e a manipulação genética. Também prevê a ampliação de seu alcance aos médicos em cargos de gestão, pesquisa e ensino.

    
Outros temas que tiveram suas diretrizes revistas, atualizadas e ampliadas se referem à publicidade médica, ao conflito de interesses, à segunda opinião, à responsabilidade médica, ao uso do placebo e à interação dos profissionais com planos de financiamento, cartões de descontos ou consórcios.


Alguns destaques do Código de Ética Médica

 

- Autonomia: o médico deverá aceitar as escolhas de seus pacientes, desde que adequadas ao caso e cientificamente reconhecidas. No processo de tomada de decisões profissionais, “o médico aceitará as escolhas de seus pacientes relativas aos procedimentos diagnósticos e terapêuticos”.
    
- Cuidados paliativos: o novo Código reforça o caráter anti-ético da distanásia, entendida como o prolongamento artificial do processo de morte, com sofrimento do doente, sem perspectiva de cura ou melhora. Entretanto, os chamados cuidados paliativos são aceitos nas situações clínicas irreversíveis e terminais, em que o médico evitará a realização de procedimentos diagnósticos e terapêuticos desnecessários.

    
- Terapia genética: a terapia gênica está prevista como forma de tratar doenças.

 
- Sexagem: é proibida a criação de embriões com finalidades de escolha de sexo ou eugenia.

    

- Publicidade médica: em anúncios profissionais, é obrigatório incluir o número de inscrição no Conselho Regional de Medicina. Os anúncios de estabelecimentos de saúde também devem revelar o nome e o número de registro do diretor técnico.

    

- Transparência em publicações científicas: quando docente ou autor de publicações científicas, o médico deve declarar relações com a indústria de medicamentos, órteses, próteses, equipamentos etc. e outras que possam configurar conflitos de interesses, ainda que em potencial.

    
- Restrições ao atendimento a pacientes: os conceitos das Resoluções nºs CFM 1.836/2008 e 1.939/2010 foram incorporados, sendo vedado ao médico atender pacientes encaminhados por empresas que anunciem ou comercializem planos de financiamento ou consórcios para procedimentos médicos. Também fica vedada a participação do médico em promoções relacionadas com o fornecimento de cupons e cartões de descontos.

    
- Responsabilidade civil: a introdução do conceito de responsabilidade subjetiva do médico preconiza que esta não se presume, tem que ser provada para que ele possa ser penalizado – por ação ou omissão, caracterizável como imperícia, imprudência ou negligência. É o reconhecimento de que, na área médica, não se pode garantir cura ou resultados específicos para ninguém.
    

- Segunda opinião: o paciente tem direito a uma segunda opinião e a ser encaminhado a outro médico. Ao mesmo tempo, o médico não pode desrespeitar a prescrição ou o tratamento de paciente determinados por outro médico. A exceção é quanto houver situação de indiscutível benefício para o paciente, devendo comunicar imediatamente o fato ao médico responsável.

    
- Uso de placebo: é proibido usar placebo em pesquisa, quando há tratamento eficaz.

 

- Abrangência: O Código passa a valer não apenas para médicos com contato direto com o paciente, mas também para aqueles em posição de gestão, pesquisa e ensino.

 

- Falta em plantão: cláusula responsabiliza o estabelecimento de saúde, que pode ser advertido, notificado e, na reincidência, até descredenciado.

 

- Receitas com letra  ilegível: é proibido ao médico receitar, atestar ou emitir laudos de forma secreta ou ilegível, sem a devida identificação de seu número de registro no Conselho Regional de Medicina da sua jurisdição ou assinar em branco folhas de receituários, atestados, laudos ou quaisquer outros documentos médicos.


- Receita à distância: é vedado ao médico prescrever tratamento ou outros procedimentos sem exame direto do paciente, salvo em casos de urgência ou emergência e impossibilidade comprovada de realizá-lo, devendo, nesse caso, fazê-lo imediatamente após cessar o impedimento.

ÍNTEGRA DO NOVO CÓDIGO DE ÉTICA MÉDICA.


"Normas que devem ser seguidas pelos médicos no exercício de sua profissão, inclusive no exercício de atividades relativas ao ensino, à pesquisa e à administração de serviços de saúde".

Siga o Espaço Vital no Twitter.

 

Fonte: Matéria veiculada no Site Espaço Vital em 13-04-2010 – Link: http://www.espacovital.com.br/noticia_ler.php?id=18107



Site da OAB/JATAI: www.oabjatai.org.br
Facebook

@cmJatai
Câmara de Jataí 2 dias atrás.
 
VÍDEO: Confira a íntegra da sessão solene em homenagem ao Dia do Advogado, realizada no último dia 8. http://t.co/i3lWwXRFfr

Câmara de Jataí 2 dias atrás.
 
VÍDEO: Veja como foi a sessão ordinária do último dia 10. http://t.co/GyZ6BXRmZN

Câmara de Jataí 2 dias atrás.
 
VÍDEO: Íntegra da sessão ordinária realizada no último dia 9. http://t.co/sRIPJI5JVq

Câmara de Jataí 2 dias atrás.
 
VÍDEO: Confira a primeira parte do depoimento da escritora Maria Eloá de Souza Lima para o projeto Memórias de... http://t.co/u6NIxBtRDq

Câmara de Jataí 2 dias atrás.
 
Vereador Adilson Carvalho volta pedir cobertura para a quadra de esportes da Escola Municipal Davi Ferreira. O... http://t.co/Fazqi53Ki1

Câmara de Jataí 2 dias atrás.
 
Vereador Vinícius Luz reivindica implantação de sinalização de trânsito no cruzamento da Rua Miranda de Carvalho... http://t.co/LCtcAKmCeB

Câmara de Jataí 2 dias atrás.
 
Vereador Nilton César Soró sugere criação do programa educativo “Pequeno Agricultor Sustentável” nas escolas da... http://t.co/44JVTXfK4C

Câmara de Jataí 2 dias atrás.
 
Vereador Gênio Eurípedes solicita estudo de viabilidade para realização do desfile cívico-militar em comemoração... http://t.co/07out1LWu2

Câmara de Jataí 2 dias atrás.
 
RT @embrapa: Solo brasileiro agora tem mapeamento digital que pode apoiar diversos programas de conservação de recursos naturais http://t.c…

Câmara de Jataí 3 dias atrás.
 
AUTORIZADA LICITAÇÃO DA REFORMA DA PRAÇA LAMBARI O prefeito Humberto Machado autorizou a Secretaria de Obras a... http://t.co/fPUht9RDmB

Câmara de Jataí 3 dias atrás.
 
Grupo goiano Brasil in Trio apresenta-se na abertura do IV Congresso Internacional de História – dia 23 de... http://t.co/f6iwf3qnjM

Câmara de Jataí 3 dias atrás.
 
Vereador Marcos Antônio volta a pedir a instalação de uma unidade do Hospital do Câncer de Barretos em Jataí. http://t.co/Hzg8rGH947

Câmara de Jataí 3 dias atrás.
 
Vereador Mauro Bento Filho solicita instalação de academia ao ar livre para atender o bairro Sodré e região. http://t.co/W8wkna1VTF

Câmara de Jataí 3 dias atrás.
 
Vereador Thiago Maggioni solicita coleta seletiva de lixo para todos os bairros da cidade. Atualmente o caminhão... http://t.co/Y40FZwzaag

Câmara de Jataí 3 dias atrás.
 
Vereador João Rosa propõe ao 41° BIMtz que sejam tomadas providências para evitar incêndios na reserva ambiental... http://t.co/qbiB6rHQ3m

Câmara de Jataí 3 dias atrás.
 
RT @ufgjatai: Cerimônia de Abertura do IV Congresso Internacional de História http://t.co/RqvnvRwxaS

Câmara de Jataí 4 dias atrás.
 
Vereador Geovaci Peres sugere colocação de placas nas entradas da cidade avisando aos ambulantes que eles devem... http://t.co/KuyS0E5UOr

Câmara de Jataí 4 dias atrás.
 
Vereador Gênio Eurípedes sugere transferência de pit dog localizado na Praça da Bandeira, para favorecer a visão... http://t.co/6wuvEG0oK1

Câmara de Jataí 4 dias atrás.
 
Vereador Vinícius Luz reivindica instalação de lixeiras junto aos pontos de ônibus da cidade. http://t.co/GEKS9CFrmW

Câmara de Jataí 4 dias atrás.
 
Prefeito sanciona projeto do vereador Gildenício Santos que determina o uso das expressões “Se for dirigir, não... http://t.co/zDEcGrYAbE

gilda araujo barboza 11 dias atrás.
 
@cmjatai Estou indgnada!!! O cidadão vota, mas nessa hora a opnião da população não vale? Mudar nome de uma rua tão tradicional!!!

Fernando César 93 dias atrás.
 
@cmjatai Eu que agradeço,ficarei aguardando.

Fernando César 93 dias atrás.
 
@cmjatai Bom dia! sabe se tem previsão de asfaltar o restante do setor serra azul?

CRISTINA YABICO 101 dias atrás.
 
@cmjatai [divulgue] Esta peça pesa 90 gramas, e carrega ate 15 kilos, feita de tampinhas de garrafas pets http://t.co/y36HAKXdQ3

LUCIA FRANCOO 103 dias atrás.
 
@cmjatai empresa int.SP, desenvolve peça p/ajudar MEIO AMBIENTE,doa 50% p/ ENTIDADES BENEFICENTES @grossicosta http://t.co/kA0m2EeWxG

Mauro Bento Filho 115 dias atrás.
 
E também a apresentação do relatório anual de Gestão de Saúde. @cmjatai

Mauro Bento Filho 115 dias atrás.
 
Participo agora no plenário da Câmara @cmjatai da discussao da LOA - Lei Orçamentaria anual pra 2015.

Mauro Bento Filho 117 dias atrás.
 
Bom dia meus amigos, hoje estarei na sessão plenária da Câmara @cmjatai a partir das 13 horas.

Câmara de Jataí 131 dias atrás.
 
RT @maurobentof Hoje estarei na sessão plenária da Câmara @cmjatai a partir das 14 horas.

Mauro Bento Filho 131 dias atrás.
 
Hoje estarei na sessão plenária da Câmara @cmjatai a partir das 13 horas.

Ediglan Maia 150 dias atrás.
 
@cmjatai Cantor RODOLFO MAIA e GIAN & GIOVANI, leve-os para um grande show, site: http://t.co/wHj3iPzoBj - http://t.co/jBlr28T2TW

Cinara Franco 174 dias atrás.
 
@cmjatai garantir mais segurança também seria bom!

Luciana Elias 185 dias atrás.
 
@cmjatai Um vereador ter que pedir isto é dose. Ele teve que pedir porque o serviço não foi feito!

Luciana Elias 186 dias atrás.
 
@cmjatai Como faremos para ninguém morra em busca de segurança? Descanse em paz Josiane!

Luciana Elias 195 dias atrás.
 
@cmjatai Três horas de atraso de Goiânia até aqui... Um horror de serviço... RIP Expresso São Luiz!!!

Luciana Elias 195 dias atrás.
 
@cmjatai Que tipo de turistas queremos? Os realmente ricos virão para cá? Ou teremos que fazer número? Mas, como chegar aqui de #SãoLuiz?!

Luciana Elias 195 dias atrás.
 
@cmjatai Nossa! Ela chegou agora e já merece?! Bom, né!

Luciana Elias 196 dias atrás.
 
@cmjatai Banheiro da nossa linda rodoviária #NOJENTO! Que pena!

Luciana Elias 197 dias atrás.
 
@cmjatai Andei 2500km e vi. Jataí tem a gasolina mais cara do percurso! Bibocas no meio do nada vendem combustível mais barato!!

Luciana Elias 213 dias atrás.
 
@cmjatai Precisamos discutir os arrombamentos de residência em Jataí. A pergunta é sempre QUANTAS vezes entraram em sua casa? Absurdo!

 

SAPL GITEC Interlegis Portal Modelo
Copyleft © - Câmara Municipal de Jataí

Câmara Municipal de Jataí
Praça da Bandeira, 96 - Centro - Jataí GO
Cep: 75803-900
Fone: (64) 3636-0800

Departamento de Tecnologia de Informação e Comunicação - Câmara Municipal de Jataí - Nossos parceiros